sexta-feira, 7 de março de 2008

Santa Perpétua e Santa Felicidade, Mártires


7 de março (+ Cartago, 203)
Perpétua era uma nobre cartaginesa, de 22 anos, e Felicidade era uma escrava também jovem. Por serem cristãs foram aprisionadas. Perpétua levou consigo um filhinho de tenra idade, e Felicidade estava grávida e deu à luz na prisão, dois dias antes de serem martirizadas. Ambas tiveram seus nomes inscritos no Cânon da Missa.

As duas santas foram martirizadas em 7 de março de 203, na cidade de Cartago, por ordem do imperador romano Sétimo Severo, que havia proibido a conversão de Cristãos. Em conseqüência deste decreto, cinco catecúmenos foram caçados e presos em Cartago: Perpétua, uma jovem casada de origem nobre; a escrava Felicidade e seu companheiro Revocatus; Saturnino e Secundulus.

A seguir se juntou ao grupo Saturus, que se declarou Cristão perante o júri.
Antes de serem enviados para a prisão, os cinco catecúmenos foram batizados. Uma visão indicou a Perpétua que seu martírio estava próximo. Seu pai, pagão, tentou convencê-la renegar sua fé para escapar do martírio, mas foi em vão.

O julgamento correu com o Procurador Hilariano e os seis confessaram sua Fé Cristã. Novamente o pai de Perpétua, com o filho dela nos braços, tenta convencê-la a abandonar a Fé, com ajuda do procurador, mas ela continua irredutível.

Os Cristãos foram condenados a serem despedaçados por feras e eles agradeceram a Deus pelo martírio. Santa Perpétua teve visões de seu irmão mais novo ficando mais feliz e saudável. Em outra visão ela se viu conquistando um etíope selvagem, o que a fez acreditar que ela não iria lutar com animais mais sim com o Demônio. Saturus também escreveu suas visões, onde ele viu a si mesmo e a Perpétua sendo carregados por anjos para um jardim, onde eles encontrariam outros africanos martirizados na mesma perseguição.

Os Cristãos iriam para a arena com os animais em jogos realizados durante as comemorações de aniversário do imperador Geta. Secundulus morreu na prisão. Felicidade, que ao ser presa estava com oito meses de gravidez, deu à luz na prisão dois dias antes da data dos jogos e a criança foi adotada por uma Cristã.

No dia 7 de março, eles foram levados para o anfiteatro. A pedido da multidão pagã eles foram chicoteados e um porco selvagem, um urso e um leopardo foram atrás dos homens e uma vaca selvagem, das mulheres. Feridos pelos animais, foram decapitados. Os corpos estão enterrados em Cartago, embaixo da Basílica Majorum.

Os nomes de Santa Felicidade e Perpétua foram incluídos no cânon da missa.

Um comentário:

alemaoinstalacoeseletricas disse...

É MUITO LINDA A HISTÓRIA DELES, DESCOBRI POIS FUI PROCURAR NO LIVRO DOS SANTOS QUEM SERIA O SANTO DO DIA DO ANIVERSÁRIO DE MEU FILHO DE 6 ANOS,E DESCOBRI ESSA LINDA HISTÓRIA DE CORAGEM, MEU FILHO GOSTOU MUITO TAMBÉM,E HOJE REFLITO: MEU FILHO NASCEU NO DIA EM QUE EU COMPLETAVA 8 MESES DE GESTAÇÃO,FOI UMA GRAVIDEZ DE RISCO E HOJE SEI QUEM INTERECDEU POR NÓS,ESSES SANTOS MARAVILHOSOS QUE MESMO SEM CONHECÊ-LOS INTERCEDEM POR NÓS! STELLA MARIA-JACAREÍ-SP